VOCÊ SABE LIMPAR OS VEGETAIS PARA REDUZIR A PRESENÇA DE AGROTÓXICOS MÉDICO E BIÓLOGO ENSINAM COMO FAZER DA FORMA CORRETA PARE DE SE ENVENENAR!

 

agrotoxicos_-_novo
Vamos ensinar neste post duas formas de reduzir os venenos que irresponsavelmente alguns produtores colocam em excesso nos vegetais que consumimos.

A primeira receita é ensinada por um dos mais esclarecidos médicos do país, o dr. Lair Ribeiro.

Sabia que tem muito agrotóxico proibido em vários países, mas liberados no Brasil?

De quem é a culpa?

Você sabe muito bem que tudo no Brasil está corrompido.

Então, não é difícil saber quem é o culpado…

Voltando à receita do dr. Lair,

Ele é um médico com invejável currículo e, hoje, ajuda em suas palestras a esclarecer as pessoas com informações sobre saúde que poucos têm coragem de dar.

Reduzir os venenos que contaminam a nossa salada, pelo que nos ensina o respeitado médico, é simples.

Mas o ideal mesmo é consumir alimentos orgânicos, certo?

Por vários motivos, como a preservação ambiental (solo e rios menos contaminados) e o estímulo à agricultura familiar (importante para a economia do país).

Se você não sabe, o Brasil é um dos maiores consumidores de agrotóxicos no mundo, movimentando US$ 2,5 bilhões ao ano, com um volume de 250 mil toneladas de produtos utilizados.

Os países do chamado Terceiro Mundo são as maiores vítimas da indústria de defensivos agrícolas.

Nos países desenvolvidos é diferente, porque as restrições ao uso de agrotóxicos são mais severas.

Não é para menos: os habitantes são bem-informados e ,por isso, cobram mais de suas autoridades.

agrotoxicos_-_novo.jpg

No meio ambiente, os resíduos de agrotóxicos contaminam o solo e a água dos açudes e rios, além de animais.

Nos seres humanos, pode afetar a saúde do aplicador do produto e do consumidor.
E a receita, como é que é?

Veja um vídeo em que o médico fala da receita:

Vamos reforçar, para não ficar nenhuma dúvida, a explicação do dr. Lair Ribeiro.

 

 

Numa farmácia, compre uma seringa de 5 ml e um vidrinho de tintura de iodo a 2% (custa cerca de R$ 4,00).

Numa tigela de plástico, coloque um litro de água filtrada.

Usando a seringa, adicione 5 ml de tintura de iodo à água filtrada.

Lave os vegetais, frutas e legumes e coloque-os na tigela durante uma hora.

Passado esse tempo, retire os vegetais da tigela e lave-os novamente.

Eles estarão prontos para consumo, sem cheiro, sem cor diferente e com a presença bem reduzida de agrotóxicos que nos envenenam e são a causa de várias doenças.

A SEGUNDA RECEITA

Ela foi ensinada por um biólogo, o professor Mauro Velho.

É um processo em quatro etapas:

1ª Coloque os vegetais em uma bacia com água limpa e deixe-os nessa água por cinco minutos (esta é a primeira lavagem).

2ª Depois, transfira os vegetais para uma bacia com água bicarbonato de sódio – 1 colher (sopa) para cada litro de água.

Deixe-os 40 minutos nesta bacia com água e bicarbonato.

Esta é etapa mais importante, pois, segundo o professor, o bicarbonato remove até 90% dos agrotóxicos.

3ª Coloque os vegetais de novo numa bacia com água durante cinco minutos.

Isto é necessário porque, se o bicarbonato entrar em contato com vinagre, haverá uma reação e perderá o efeito.

O professor Mauro foi muito claro neste ponto: “Não pode misturar bicarbonato com vinagre, porque reage e perde o efeito”.

4ª Ponha os vegetais numa bacia com água e vinagre – 1 colher (sopa) para cada litro de água.

São necessários 40 minutos nesta última etapa para, de acordo com o professor, haver a remoção dos agrotóxicos não eliminados pelo bicarbonato.

E assim está finalizada a desintoxicação dos vegetais.

Conclusão

Como dissemos no início, prefira sempre os alimentos orgânicos para que, além dos benefícios à sua saúde, haja o estímulo a esse tipo de agricultura, que não agride o meio ambiente e é bem familiar.

Só use estes métodos quando não houver mesmo a oferta de frutas, verduras e legumes orgânicos.

Este é um blog de notícias sobre tratamentos caseiros. Ele não substitui um especialista. Consulte sempre seu médico.

Be the first to comment

Leave a Reply

Seu e-mail não será publicado.


*