6 PLANTAS QUE COMBATEM INFLAMAÇÕES E PROTEGEM O CÉREBRO CONTRA ALZHEIMER E PARKINSON!

  

Há seis especiarias fantásticas que nos ajudam a acabar com inflamações e a melhorar a saúde do cérebro, além de darem um sabor especial aos nossos alimentos.

O orégano, por exemplo, é um ótimo aliado contra as bactérias.

O açafrão, por sua vez, ajuda a aliviar as dores nas articulações e combate a asma.

Já pensou as vantagens de comer uma pizza coberta de orégano com um pouco de curry picante?

Fica uma delícia!

O fato é que, se você consumir regularmente esses alimentos anti-inflamatórios, estará blindando o seu organismo contra um monte de problemas de saúde.

Que alimentos são esses?

Aqui estão eles:

1. Alho

Quem sofre com aterosclerose deve conseguir alho para reduzir a placa nas artérias.

O alho reduz o mau colesterol, reduz a pressão arterial e evite acidente vascular cerebral.

Isso acontece porque menos placa significar menor probabilidade das paredes das artérias se romperem no cérebro ou no coração.

Para uma boa saúde arterial, consumir alho diariamente (mas tem que ser cru).

Se você tomar regularmente aspirina ou varfarina (Coumadin), não consuma alho, pois pode não fazer bem ao seu sangue.

Da mesma forma, não consuma  alho uma a duas semanas antes de fazer cirurgia.

2. Gengibre

Pode combater náuseas, até mesmo as provocadas pela quimioterapia.

Há muitos estudos que provaram que o gengibre é melhor do que Dramamine.

Se o enjoo é provocado por movimentos, tome chá de gengibre antes de viajar, e depois a cada seis horas até o final de sua viagem.

Para fazer o chá, adicione 1/4 a 1 grama de gengibre para água fervente; beber até três vezes por dia.

Atenção: não consuma mais do que 2g de gengibre por dia, principalmente se você está grávida ou tem tendência para azia.

Nestes casos, consuma a raiz com outros alimentos.

3. Açafrão-da-terra (cúrcuma)

Este é um poderoso anti-inflamatório natural.

Alguns estudos sugerem que o açafrão pode combater a dor de osteoartrite e artrite reumática.

Ele também pode ajudar no combate a outras doenças inflamatórias, como tendinite, além de proteger o coração de inflamações.

 

<p

Além disso, o açafrão da terra é um poderoso protetor natural do cérebro.

Um dos motivos para isso: demência , doença de Alzheimer e outros distúrbios cognitivos muitas vezes têm relação com a diminuição dos níveis do fator neurotrófico derivado do cérebro (BDNF na sigla em inglês), que é um tipo de hormônio de crescimento.

Felizmente, os pesquisadores descobriram que o açafrão influencia positivamente os níveis de BDNF e pode reverter e/ou retardar muitas dessas doenças cerebrais.

Uma pitada de açafrão nos alimentos é tudo que você precisa para se beneficiar.

Em forma de suplemento, tome 4 gramas de açafrão diariamente.

4acafrao_-_curcuma_-_alzheimer4. Orégano

O óleo de orégano ajuda a combater infecções, graças ao poderosos compostos timol e carvacrol.

Orégano pode ser útil para combater diarreia, vermes e parasitas.

No entanto, a especiaria é mais usada para combater infecções respiratórias, como tosses e resfriados.

5. Salsa

Pesquisas feitas provaram que quem consome salsa regularmente melhora a memória.

No entanto, apesar de muitos acreditarem na erva para ajudar os pacientes de Alzheimer, a ciência ainda não comprovou o fato.

A salsa também é um clássico remédio caseiro para dores de garganta, graças às propriedades antissépticas.

Pacientes de Alzheimer devem tomar 30 gotas do extrato líquido de duas a três vezes por dia (manda-se manipular).

Se o problema for dor na garganta, faça um chá da erva ou gargareje misturando com água morna.

6. Hortelã

Não há erva melhor do que esta quando o assunto é tratar problemas no estômago – basta mastigar duas folhinhas depois do jantar.

O óleo de hortelã-pimenta (nos Estados Unidos, vende-se em cápsulas; aqui no Brasil, ainda não encontramos em cápsulas) é um dos tratamentos mais eficazes para intestino irritado.

Para dor de estômago, o velho chá de hortelã pode ajudar.

Para tratar o intestino irritado , tome uma cápsula contendo 0,2 mililitro de hortelã três vezes ao dia com água, antes das refeições.

Mas atenção: a hortelã pode causar azia e piorar o refluxo ácido em algumas pessoas.

Se você tiver qualquer um desses problemas, pare de consumir a erva.

Este é um blog de notícias sobre tratamentos caseiros. Ele não substitui um especialista. Consulte sempre seu médico.

</p

 

 

 

fonte:http://www.curapelanatureza.com.br/post/09/2016/esta-planta-melhorara-sua-visao-mesmo-que-voce-tenha-mais-de-65-anos

 

Be the first to comment

Leave a Reply

Seu e-mail não será publicado.


*