Melão de São Caetano consegue matar até 98% de células cancerígenas e também frear o diabetes

  

O fruto e as sementes do melão de São Caetano são usados para o tratamento do diabetes em alguns países do sudeste asiático;
Contém grande quantidade de licopeno, um poderoso antioxidante que protege as células dos danos provocados pelos radicais livres, ajudando a prevenir doenças cardiovasculares e alguns tipos de câncer;
Tem propriedade antibiótica, antimutagênica, antioxidante, antileucêmica, antiviral, antidiabética, antitumor, aperitiva, afrodisíaca, adstringente, carminativa, citotóxica, depurativa, hipotensiva, hipoglicêmica, imunomoduladora, inseticida, lactagoga, laxativa, purgativa, refrigerante, estomáquica, tônica, vermífuga;
Contém extratos com atividade hipoglicêmica que podem ajudar no tratamento do diabetes tipo II;
Pode ser usado externamente para cicatrização rápida de feridas;
Contribui para a eliminação de parasitas;
É usado também como emenagogo (induz a menstruação) e antiviral para o sarampo e a hepatite;
Internamente pode auxiliar o tratamento de ulceras pépticas;
Rico em vitaminas A, B1, B2 e C, além de minerais como cálcio, magnésio, ferro.
Melão de São Caetano Aborta?
O melão de São Caetano possui propriedade abortiva devido a substâncias como charantina (mistura de glucosídeos de esterol), vicina (nucleosídeo da pirimidina) e a p-p-insulina (polipeptídeo), considerados ingredientes ativos capazes de provocar abortos.

Melão de são caetano tem poderes que você nem imagina

Resultado de imagem para Melão de São Caetano consegue matar até 98% de células cancerígenas e também frear o diabetes

O melão de são caetano, conhecido cientificamente como momordica charantia, é uma planta que faz parte da família das cucurbitaceae e é originária de partes como leste da Índia e sul da China. Em todo o Brasil, também vem a ser reconhecido por nomes populares como erva de São Caetano, fruto de cobra, erva das lavadeira e melãozinho. Tratando-se de características, é uma trepadeira de cheiro desagradável que possui flores amareladas ou esbranquiçadas, folhas palmatífidas e fruto dourado que abre-se em válvulas espinhosas, possuindo carnosidade mole em seu interior, que torna-se amarelo avermelhada quando madura.

O melão de são caetano pode ser facilmente encontrado em locais como pomares, hortas, cafezais, cercas, alambrados e terrenos baldios. Sendo no Brasil o seu tipo mais selvagem considerado uma erva daninha.

Desde a antiguidade já era utilizado na medicina, principalmente pelas tribos existentes na Amazônia. As lavadeiras utilizavam esta erva como clareador de roupas e tirador de manchas em geral.

Propriedades medicinais
Possui função: Adstringente, afrodisíaca, aperitiva, estomáquica, anticarbunculosa, anti-helmínticos, anti-hemorroidário, antidiabética, antimicótica, antifebrífugos, antivenéreos, antileucorréico, anti-reumática, antiflatulenta, anticatarral, antipirética, cicatrizante, colerética, depurativa do sangue, emenagoga, emético, emeto-catárquico, emoliente, estomáquico, febrífuga, hemostáticos, hipotensora, hipoglicêmica, laxante, purgativa, rubefaciente, supurativa, vomitivos vermífugo e vermicida

 

Quando a erva pode ser indicada
Seu uso é recomendado em casos de: Afecções biliares, catarata, cólicas abdominais, colite, cravos, dartro, dores de ouvido, dor reumática, escabiose, enxaquecas, febre, fígado, hemorroidas, infecções da pele, irrigação vaginal, leucorréia, malária, menstruações difíceis, mordida de serpentes, morféia, problemas de pele em geral, picadas de insetos, problemas gástricos, pruridos, queimaduras, resfriado, reumatismo, úlceras malignas e vermes.

Modos de usar o melão de são caetano
Seus frutos cozidos agem em casos de vômitos e doenças venéreas.
Pode ser feito cataplasma com seus frutos maduros em casos de problemas hemostáticos.
O suco de suas folhas secas é eficaz em casos de problemas eméticos, purgantes, mordidas de serpentes e afecções biliares.
Sua raiz é um potente adstringente.
A decoção de suas folhas é utilizada em afecções dermatológicas
Uma forte infusão de suas  folhas ajuda em casos de escabiose, picadas de insetos, malária, pruridos e úlceras malignas.
Infusão da planta inteira serve para resfriado.
Realizar infusão de 10g de suas folhas em estado seco em 1 litro de água serve para tratamento de leucorreia, menstruações difíceis e cólicas causadas por vermes.
A infusão de seu fruto é bastante indicada para tratar hemorroidas.
Fazer suco de suas folhas amassadas junto à óleo de amêndoas é bastante eficaz tratando-se de queimaduras. Já o seu suco puro age em caso de sarna.

Uma planta muito simples consegue matar até 98% de células cancerígenas e também frear o diabetes

A planta é um vegetal comum da Ásia e que tem o nome de melão amargo (Momordica charantia – no Brasil, pode ser conhecido como melão-de-são-caetano), sendo popular na região de Okinawa, no Japão.

O suco do vegetal, na concentração de 5% em água mostrou ter um potencial assombroso de lutar contra o crescimento dos quatro tipos de cânceres pancreáticos pesquisados, dois dos quais foram reduzidos em 90%, e os outros em incríveis 98% apenas 72 horas após o tratamento!
O melão de são caetano  é a resposta natural de um organismo em lidar com células fora do comum – que simplesmente suicidam. O suco induziu essa morte programada por vários caminhos diferentes. Um desses caminhos foi o de colapsar o metabolismo de alimentação por glicose das células doentes, ou seja, privou-as do açúcar que elas necessitam para sobreviver.

Todas as células cancerosas mostram uma produção anormal de energia que utiliza fermentação ineficiente de glicose. O melão amargo pode ser um excelente aliado ao combate dessa produção de energia anormal. Você pode encontrá-lo na maioria das lojas naturais ou comprar online.